Quanto custa um serviço de Pavimento Flutuante na Zaask 14€ - 80€ /m2

Preços com base na média nacional
Chart
14186080

Ao optar por instalar um pavimento flutuante é possível encontrar várias opções no mercado. No entanto, este tipo de pavimento pode ser dividido em duas grandes categorias: pavimento flutuante de madeira ou pavimento flutuante laminado sintéticos, sendo a primeira a opção mais cara. 

A escolha entre cada categoria irá variar consoante as diferentes necessidades e preferências de cada serviço. O preço da instalação de um pavimento flutuante começa nos 18€ /m2 e pode ir até aos 80€ /m2, sendo que o preço médio ronda os 40€ /m2, e no qual está incluído o serviço de mão-de-obra.

Tipo de pavimento flutuante Madeira Tipo de utilização Preço
Pavimento flutuante de madeira Nogueira Doméstico, intensidade moderada de uso (por exemplo, sala de estar) 60€ /m2
Pavimento flutuante de madeira Faia vaporizada Comercial, intensidade moderada de uso (por exemplo, escritório) 50€ /m2
Pavimento flutuante de madeira Carvalho Doméstico, intensidade moderada de uso (por exemplo, sala de estar) 55€ /m2
Pavimento flutuante laminado sintético - Comercial, intensidade elevada de uso (por exemplo, escritório) 40€ /m2
Pavimento flutuante laminado sintético - Doméstico, intensidade moderada de uso (por exemplo, sala de estar) 18€ /m2
Pavimento flutuante laminado à prova de àgua (com tratamento hidrófugo) - Doméstico, intensidade elevada de uso (por exemplo, casa de banho) 45€ /m2

Que tipos de pavimento flutuante existem? 

O pavimento flutuante pode ser dividido em duas grandes categorias:

Pavimento flutuante em madeira: É constituído por várias camadas de madeira - normalmente o contraplacado ou HDF - sendo a camada superior revestida por uma película de madeira mais nobre e envernizada.

 O tipo de madeira da camada superior determina o grau de dureza do pavimento. É aconselhável que a espessura da camada superior ultrapasse os 4mm, para que tenha uma maior durabilidade. Assim, a espessura desta última camada é um dos fatores que irá influenciar a qualidade e custo do pavimento e respetivo.

Este pavimento é possível de reparar, através de lixagem e envernizamento.

Relativamente às variedades de madeira, existem várias possibilidades. Apresentamos na lista abaixo algumas destas:

  • Carvalho
  • Castanho
  • Faia 
  • Nogueira 
  • Sucupira 
  • Riga
  • Freixo
  • Pinho 
  • Wenge 
  • Cerejeira
  • Choupo

Pavimento flutuante sintético: É composto por várias camadas de materiais sintéticos. A base é feita de fibras e resina melamínica, também conhecida como resina formaldeído. A camada superior, conforme a aparência desejada, poderá imitar a madeira, a cerâmica ou a pedra.

Os pavimentos flutuantes sintéticos caracterizam-se pela sua alta durabilidade e resistência, variando conforme o tipo de materiais utilizados e a sua manutenção, sendo normalmente aconselhados para locais com muito movimento e sujeitos a desgaste contínuo.

Contudo, estes pavimentos não permitem a manutenção e, caso fiquem danificados, terão mesmo de ser substituídos.Um pavimento flutuante laminado de alta qualidade pode durar até 25 anos.

Uma das desvantagens associadas ao pavimento flutuante sintético passa pela questão estética. Como este pavimento é impresso pode-se conseguir um aspeto semelhante à madeira, mas é inevitável que se notem repetições do padrão, não existindo a naturalidade da madeira.

Outra das grandes desvantagens do pavimento flutuante sintético é que este é menos amigo do ambiente, dada a impossibilidade de reparação, tempo de vida reduzido e composição material dos pavimentos flutuantes laminados.

Pavimento flutuante à prova de água 

O pavimento flutuante pode ser à prova de água pela sua resistência à água e humidade através da utilização de materiais à prova de água e impermeáveis. Neste sentido, a utilização de pavimento flutuante para cozinhas ou casas de banho é uma opção a ser considerada. A utilização destes materiais irá aumentar o preço final.

Ainda assim, é necessário ter em conta as inúmeras vantagens que este tipo de pavimento apresenta, tais como:

  • A facilidade da sua instalação, 
  • A sua alta durabilidade, 
  • Uma menor necessidade de manutenção,
  • A sua versatilidade relativamente ao aspeto final.

Pavimento flutuante: o que é?

O chão flutuante é o tipo de pavimento que não é fixado diretamente ao chão. Esta é a principal diferença relativamente aos restantes pisos, como a madeira ou azulejo, que se caracterizam pela sua fixação ao chão através da utilização de argamassa ou cola. Assim, após a colocação de uma manta de material isolante sobre o piso anterior, a sua instalação é feita através da colocação de um sistema de encaixe das peças.

Qual o melhor pavimento flutuante? 

Relativamente aos fatores que determinam qual é o melhor pavimento flutuante, estes variam de acordo com: 

  • O orçamento disponível e o tipo de material a ser utilizado. Geralmente, quanto mais dispendioso o material for, maior será a sua qualidade. No entanto, existem inúmeras possibilidades no mercado, pelo que é possível encontrar opções de elevada qualidade e com um custo acessível e que vão de encontro aos diferentes orçamentos.
  • As características e diferentes necessidades de cada divisão da casa. As várias divisões da casa têm um tipo de utilização e necessidades diferentes. Assim, o tipo de pavimento ideal a ser utilizado para uma sala ou quarto será diferente do tipo de pavimento de uma cozinha ou casa de banho, sendo que nestas divisões deve ser utilizado o pavimento flutuante sintético à prova de água, apesar do custo ser mais elevado.

Instalação de pavimento flutuante 

O pavimento flutuante, tal como o nome indica, não é diretamente fixado ao chão. A sua instalação é, entre todos os géneros de pavimento, a mais rápida e fácil, não necessitando de obras muito profundas e podendo ainda ser feita sobre o pavimento anterior.

Para a instalação do pavimento flutuante, é aconselhável deixar os materiais na embalagem original no local onde serão instalados, durante cerca de 48 horas, para que estes se possam ambientar tanto à temperatura como à humidade da divisão onde serão instalados.

Limpeza e manutenção

A limpeza dos pavimentos flutuantes é mais fácil e simples do que a dos outros tipos de pavimento.

Não deve ser utilizada água para a limpeza do pavimento flutuante pois esta pode infiltrar-se pelas juntas e danificar o chão. Assim, deve utilizar-se aspirador, vassoura ou mopa para limpar o pó. 

Para se proceder à limpeza de manchas ou outra sujidade, pode ser utilizada uma esfregona húmida ou recorrer aos produtos de limpeza recomendados pelo fabricante do chão. 

Estes produtos de limpeza não apresentam um preço final elevado e nem são prejudiciais ao meio ambiente.

Relativamente à manutenção do pavimento flutuante, as recomendações passam pelo não arrastamento de móveis ou outros objetos pelo chão. Assim, é recomendado o uso de almofadas de proteção de feltro ou borracha para os pés de cadeiras, mesas, sofás, camas ou bancos. 

É também recomendado cuidado e atenção relativamente à queda de objetos pesados ou de líquidos no chão. 

É aconselhável que seja adquirido uma quantidade extra de material, cerca de 10%, de forma a ter uma reserva do mesmo, caso haja algum estrago e seja necessária a sua substituição.

Vantagens e desvantagens do pavimento flutuante  

A utilização do pavimento flutuante apresenta vantagens e desvantagens. Apresentamos na lista abaixo algumas delas:

Vantagens:

  • Facilidade de instalação e de desinstalação – O facto deste soalho não precisar da utilização de cola, argamassa, ou outro material, torna a sua instalação ou desinstalação num processo mais simples e rápido.
  • Versatilidade – Este soalho permite uma extensa variedade de  acabamentos sendo possível a imitação da madeira, pedra ou cerâmica.
  • Custo baixo – Permite um custo final mais baixo quando comparado à utilização de madeira, pedra ou cerâmica.
  • Facilidade de limpeza
  • Facilidade de resistência e reparação – Este tipo de pavimento apresenta uma elevada resistência a riscos e outros estragos e alta durabilidade. Quando é necessária alguma intervenção devido a estragos, a mesma é feito de forma simples e rápida pela substituição das tábuas, evitando o tempo e custos das obras mais profundas.
  • Capacidade de isolamento térmico e sonoro – Isto verifica-se principalmente se for colocada uma manta de isolamento por baixo do pavimento, assim o frio  e o calor são reduzidos, bem como o impacto sonoro. 

Desvantagens:

  • Baixa resistência à água e humidade – Este aspeto refere-se ao pavimento flutuante que não é à prova de água. Assim, este soalho tem como desvantagem o facto de ter pouca resistência à água e humidade, podendo deformar-se quando exposto a estas.
  • Baixa durabilidade quando exposto à luz solar – Quando exposto durante um longo período de tempo à luz solar direta, o chão pode deformar-se e perder a cor.
Procura Pavimento Flutuante para o seu próximo projecto?
Agora que tem uma ideia dos preços vamos encontar o profissional certo para si!

Como sabemos estes preços?
Todos os anos, milhares de pessoas procuram profissionais na Zaask para os seus projectos. Monitorizamos os orçamentos dos profissionais e partilhamos essa informação consigo.
25k Projectos mensais
+400k Orçamentos dados
15k Profissionais que orçamentaram
Para lhe proporcionar a melhor e mais rápida experiência possível, este site guarda cookiesAceitar