A Arte de Bem Pontuar

DocumentosLisboa
Perfil Prata
30anos de experiência

A Arte de Bem Pontuar

O trabalho de Revisão consiste na revisão gramatical e, por vezes, temática de um texto, seja ele livro ou imprensa escrita. A revisão compreende também três tipos de operações, digamos assim:
-- A comparação (ou compaginação) da reprodução tipográfica (prova tipográfica) de um
texto com o respectivo original;
-- A releitura de um texto só por si (isto é: sem prova tipográfica ou original à vista);
e, finalmente,
-- A comparação da prova tipográfica com o original na língua em que se trabalha, claro está, e, simultaneamente, com o original estrangeiro a partir do qual o nosso foi traduzido.

O meu nome é Maria João Vicente, sou licenciada em História da Arte e sou
revisora de provas, ou revisora de textos, como também se pode dizer
(proofreader, em inglês; critique de textes, em francês) há já trinta anos.

Sem querer de forma alguma soar a auto-elogio, sou tida e tenho-me a mim
mesma por uma revisora bastante experiente e competente; segura, portanto,
para levar a cabo o trabalho que me seja proposto com qualidade, eficiência e
rapidez.

Ofereço os meus serviços a muito baixo preço.
-- De 1 a 25 páginas: 1 Euro a página
--De 26 a 50 páginas: 0.60 Euro a página
--De 51 páginas em diante: 0.65 Euro a página
Informação validada
perm_identityDados de identificação
placeMorada
credit_cardNIF
emailEndereço de e-mail
phone_iphoneTelefone

Portefólio


Ver todas as fotografias e vídeos

Perguntas e respostas

Em que informações deve um ou uma cliente pensar acerca do projecto que quer realizar antes de falar com profissionais?
Se sou capaz (a questão mais importante); quanto tempo levo (quase tão igualmente importante, porque escrutina e atesta acerca da minha eficiência, digamos assim); e, finalmente, quanto cobro.
Isto, basicamente, são as três questões essenciais.
E, depois, last but not least, a questão de como haveremos de fazer para nos contactarmos reciprocamente.
Isto é quanto basta!
Que formação e experiência tem relacionadas com a sua actividade?
Na verdade, não possuo qualquer formação oficial específica, digamos assim, académica ou outra, para trabalhar nesta área. Mas, por um lado, a minha entrada na profissão foi precedida por um período de aprendizado. Por outro lado, o meu percurso de vida (na vertente do percurso académico, na vertente do percurso profissional e na vertente do meu gosto pelas coisas relacionadas com a literatura e com a cultura em geral), através da evolução e do crescimento que o passar do tempo me trouxe e acrescentou, permitiu-me alcançar o amadurecimento intelectual, o aprimoramento, que o exercício desta actividade pede e requer.
Ou seja, esta aptidão, e a vocação a ela ligada, não necessita obrigatoriamente de uma formação oficia. Porque, se assim fosse, todo o grande escritor teria de ter tido uma formação de linguista - o que não acontece, como se sabe; pelo que a presunção da absoluta necessidade de um tal requisito seria um perfeito e autêntico disparate.
Que conselhos daria a alguém que quer contratar profissionais do seu sector? Há algo fundamental a ter em conta?
Para se fiar mais na demonstração efectiva das capacidades e conhecimentos do profissional. Pedir-lhe uma amostra do seu trabalho, por exemplo, ou pedir-lhe um texto ou uma amostra de um texto escrito por ele (e até pode ser no próprio momento). Indagá-lo acerca dos seus conhecimentos em Literatura e em cultura geral... Porque não basta não dar erros ortográficos ou saber-se as regras gramaticais todas na ponta da língua para se ser um revisor de textos. Ser revisor de textos é muitíssimo mais do que isso!
Ver mais