ANA SILVA DIAS

EmpresasFaro
Perfil Básico
12anos de experiência

ANA SILVA DIAS

Tradutora profissional na área jurídica do inglês para o português.
Presta serviços de interpretação português-inglês-português em notários, reuniões e tribunais.
Todos os documentos, referências, conversas, etc. são submetidos ao mais estrito sigilo. Experiência na tradução de contrários vários, procurações, certidões, testamentos, decisões judiciais, e outra documentação.
Cada projecto é tratado de forma personalizada de modo a ir ao encontro das necessidades específicas do cliente.
Informação validada
languageWebsite

Perguntas e respostas

Em que informações deve um ou uma cliente pensar acerca do projecto que quer realizar antes de falar com profissionais?
O cliente terá de ter sempre em vista o prazo de entrega e o preço, no caso da tradução.
No caso da interpretação, a mesma não poderá ser marcada de um dia para o outro. É necessário ter também em conta o tipo de acto. Em todos os casos, é sempre solicitada documentação de apoio, relacionada com o acto / diligência / reunião em que o serviço vai ser prestado, para que o nível de preparação para o mesmo seja o mais elevado possível. Todos estes elementos são tratados com a maior confidencialidade e sigilo.
Que formação e experiência tem relacionadas com a sua actividade?
Licenciatura em Direito;
Prática da advocacia durante 6 anos;
Pós-Graduação em tradução de especialidade nas áreas jurídica, económica, energia e ambiente.
Que conselhos daria a alguém que quer contratar profissionais do seu sector? Há algo fundamental a ter em conta?
Para um trabalho de tradução ou interpretação, o cliente tem de estar ciente de 3 coisas:
1) o preço, apesar de ter como base o número de palavras, pode variar devido a outros factores, como a urgência, a qualidade do documento (se tem boa legibilidade, por exemplo), o nível de complexidade; na orçamentação do seu projecto que terá de ser traduzido, o cliente não deverá pressupor que pagará X ou Y por palavra, sem antes consultar o tradutor.
2) o prazo pretendido pelo cliente pode não ser realista; não fazem 10 mil palavras de um dia para o outro nem em 2 dias; ao fazer o cronograma do seu projecto, o cliente tem de contar com o prazo da tradução, não deixando esta para o último momento.
3) o prazo de pagamento que não seja contra entrega - mas nunca superior a 30 dias - tem de ser acordado previamente; nenhum trabalho será iniciado sem o cliente acordar com os termos e condições.
Ver mais
Para lhe proporcionar a melhor e mais rápida experiência possível, este site guarda cookiesAceitar