Se chega constantemente à mesa de jantar e está cheia de papéis, falha os prazos das contas e demora séculos a sair de casa porque nunca encontra tudo o que precisa, este artigo é para si. Não sabe por onde começar? Em dez passos explicados abaixo estas são as alterações que pode fazer para ter uma casa organizada.

casa organizada

Porquê? Porque são medidas que não são muito difíceis de colocar em prática e têm um resultado enorme na casa e na vida das pessoas que as utilizam. São um começo que gera um retorno muito grande e, por vezes, isso é quanto basta para levar a cabo a revolução positiva que uma casa organizada é.

1. Liberte-se da tralha

O nosso tempo é o nosso recurso mais escasso, por isso esta é a primeira sugestão. Não vai perder tempo a organizar tralha, correcto? Para quê procurar soluções para coisas que nem sequer fazem sentido? Comece por colocar um temporizador de cozinha, 15 minutos todos os dias e livre-se do que não precisa. Aqui estão quatro perguntas que podem ajudar no processo:

– Este artigo está em mau estado, é duplicado ou precisa de ser arranjado?

– Usei este artigo no último ano?

– Numa perspectiva realista, é algo que vou usar ou que mantenho por culpa?

– É algo útil, que realmente gosto e que serve na vida que eu quero levar?

2. Faça um plano e pense na utilização que dá a cada espaço

Quando vamos organizar a nossa casa, ou uma divisão é fundamental perder alguns minutos a pensar qual é o nosso objectivo quanto ao espaço. Explorar a ideia, tentar visualizar a nossa família a utilizá-lo. Ter um final em mente, vai ajudar a ultrapassar as dificuldades e a perceber o que realmente faz sentido.

 Para que seja mais fácil, aqui fica um exemplo: um quarto de bebé que vai acolher a chegada de um novo membro da família. Com este objectivo em mente, sei que vou precisar de um local abrigado para colocar o berço, uma poltrona confortável onde nos podemos sentar para alimentar o bebé,  uma cómoda com tudo o que é necessário para a muda da fralda. E pouco a pouco, a visualização do quarto começa a surgir, com ela consigo realizar uma lista das acções necessárias até chegar lá e do material que poderá vir a ser necessário. O que precisa de estar mais acessível para as acções que vão decorrer no quarto.

O que acontece muitas vezes é que saltamos este passo de planear e começamos a fazer coisas aleatoriamente e isso resulta num trabalho que fica inacabado ou inadequado ao espaço. Por isso, pegue num papel e numa caneta e comece a escrever. Pode encontrar aqui um artigo mais detalhado sobre o plano de organização para qualquer divisão.

casa organizada

3. Esqueça a perfeição e comece com o que o que já tem em casa

Como se referiu antes, o primeiro passo é eliminar a tralha, depois, quando tiver apenas o que faz sentido manter, começar a organizar. Não vá a correr comprar produtos organizadores, porque a quantidade de itens que tem e o local destinado vão influenciar os produtos a adquirir. 

Existe ainda a possibilidade de, ao viver no dia-a-dia, chegar à conclusão que aquele sistema precisa de alguns ajustes. Por isso aconselho sempre a começar com o que tem em casa e não entrar em despesas antes de perceber se de facto é para manter a organização dessa forma. Alguns produtos grátis, bons para começar que muitos de nós temos em casa e que pode aproveitar são:

– Frascos transparentes (de preferência iguais, de compotas, maionese, leguminosas, o importante é que não fiquem com cheiros no interior);

– Caixas de cartão resistentes, com tamanhos variados. Que sejam limpas (exemplos: caixas de sapatos, de cereais, de bombons, perfumes);

– Quanto aos cabides, caso tenhas de vários tipos diferentes tenta uniformizar na utilização. Use de um tipo, por exemplo, plástico para as camisas, madeira para calças e casacos, etc. 

– Papel autocolante e caneta de acetato para fazer etiquetas.

4. Não fique à espera do dia ideal e tenha já uma casa organizada

O dia ideal não existe, ou seja, o dia ideal é assim que tiver um plano para começar. Por isso ou é hoje, ou amanhã. Salvo algumas excepções em que a pessoa vai passar por uma transição de vida (casar, ter um filho, mudar de casa, etc) que são as chamadas janelas douradas da organização, não vale a pena esperar.

5. Faça com que toda a família participe na organização

A organização é muitas vezes uma tarefa exclusiva da mãe, mas não deve ser assim. Está nas nossas mãos mudar isso.

Pode começar com uma reunião familiar com todos os membros da família, se os teus filhos ou filhas já tiverem idade para compreender o que é ter uma casa organizada, questionar cada um dos elementos da família acerca do que funciona ou não, qual é aquela zona da casa que é mesmo crítica e que merece ser a primeira a atacar. 

Quando as crianças ainda são pequenas podem ajudar na mesma, através de jogos e pequenas tarefas que lhes vai destinar durante a organização. Separar brinquedos, agrupar de forma que lhes faça sentido, escolher aquilo que mais gostam, escrever o nome deles ou fazer etiquetas personalizadas são algumas das tarefas que pode delegar nos pequeninos. Tudo é válido e o reforço positivo é a palavra-chave para os encorajar a manter a organização.

6. Introduza “zonas infantis” nas principais divisões da casa

Mais uma vez, para quem tem crianças em casa, a introdução de pequenas zonas em que têm algo para se entreter é muito importante. Porquê? Porque os mais novas gostam de estar onde os pais ou mães estão, e se não tiverem com que brincar, vão desarrumar coisas que não lhes pertencem. Um saco de praia antigo com brinquedos, uma pequena estante com livros infantis ou um cesto com bonecas, são algumas ideias. Não precisas de ter muita coisa, mas acredite que esta pequena mudança vai fazer com que o caos seja muito menor.

casa organizada

7. Use um calendário familiar para manter a casa organizada

A utilização de um calendário familiar, que deve ficar visível para todos os elementos da família é uma medida tão simples e tão transformadora. Deve ser, pelo menos, de tamanho A4, e ficar afixado num local frequentado todos os dias. O meu, por exemplo, está afixado na porta da cozinha. O que coloca neste calendário são todos os compromissos familiares, festas da escola, actividades extra-curriculares, aniversários de amigos/as e a sua função é facilitar a articulação entre os pais e mães e ajudar a antecipar tarefas que possam advir desses compromissos. Pode colar post-its no calendário, para relembrar pagamentos, listas de compras etc. Assim, qualquer elemento do casal pode chegar ao calendário, levar o post-it e tratar do assunto quando tem um tempo extra disponível.

casa organizada

8. Reduza a quantidade de papel que tem em casa

Apesar de vivermos na era digital, o papel continua a ser um dos maiores problemas das famílias. Além de se acumular na superfície dos móveis da casa, o que dificulta a limpeza e a utilização dos mesmos, é responsável por uma enorme fadiga mental e sensação de decisões adiadas. Pense em quais são os papéis que precisa de manter realmente, aqueles que têm mesmo que ser arquivados e quanto a esses questiona-se se podem ser digitalizados.

 Os restantes pode manter por um curto prazo, num arquivador que pode ser revisto semanalmente ou então reciclar. Apenas os papéis confidenciais, como contratos que já terminaram ou extractos bancários devem ser destruídos num destruidor de papel.

9. Criar caixas de saída

Pode ser na garagem, na entrada ou na despensa. Mas é importante que crie em casa veículos de saída para as coisas que não são para manter e que os mesmos sejam esvaziados regularmente. Um saco com roupa para doar, uma embalagem vazia onde se acumulam as pilhas, outro saco onde junta a roupa para costurar, as coisas para devolver (quem não tem tupperwares para devolver?) vai fazer com que despache coisas e tenha uma casa organizada. A ideia é, assim que tiver o saco quase cheio retirar de casa e levar para o seu destino.

casa organizada

10. Para uma casa organizada é essencial criar uma rotina de limpeza semanal 

A limpeza é “prima direita” da organização e muito importante para que nos sintamos bem e confortáveis em casa.

Não é que a casa tenha que estar absolutamente imaculada, porque vivemos nela e, por isso, usamos e sujamos diariamente, mas devemos fazer uma limpeza de manutenção todos os dias para que os espaços se mantenham limpos.

Princípios como deixar uma divisão melhor do que quando entramos, fazer imediatamente tudo o que leva menos de um minuto (pendurar um casaco, a toalha de banho, colocar a loiça na máquina, colocar a roupa suja no cesto) são hábitos que a maioria das pessoas com uma casa organizada já implementou na sua vida e que fazem com que o caos nunca se instale verdadeiramente.

Já tem o guião, agora é só começar. Se sentir que não o consegue fazer sozinho/a, os profissionais de organização existem para isso mesmo. 

Este artigo foi escrito pela Diana, autora do Maternidade Descomplicada, em Parceria